sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Cafajeste.Você ainda será um...

Na sala de um apartamento qualquer, uma conversa entre um casal qualquer, e um desfecho que poderia ser melhor...

- Enoque, eu estive pensando. Acho que você não ama mais.
- Que isso Valdira? Claro que eu te amo. Me dá o controle da TV que já começou o jogo.
- Tá vendo?! É disso que estou falando. Você nunca me escuta.
- O QUE? (risos)
- Grosso!
- Brincadeira Val, deixa de ser tão sem graça.
- É sempre assim Enoque, você faz o que quer e no fim põe a culpa em mim.
- Não reclama, eu sempre fui assim. E quando namorávamos você nunca reclamou.
- Não reclamava,é verdade. Só que você pelo menos me desejava, me enchia de presentes,
jantares...
- Ainda te levo pra jantar, não reclama.
- Desde quando montar a mesa no quintal é "jantar fora"???!
- Tudo bem, essa foi mancada. Porém semana passada de trouxe um presente.
- Jogo de Tupperware não conta Enoque!
- Mais eram 3, com tampinha colorida e tudo mais.
- É por essas e outras que nosso amor está acabando.
- Outras? Diga em que eu mudei?
- Você nem me procura mais (suspiro).
- Você não se esconde (Gargalhadas).
- (lágrimas nos olhos) Seu senso de humor é doentio.
- Desculpa Val, não resisti.
- Eu sei Enoque, não sou tão formosa quanto antes, por isso você me despreza.
- Deixa disso. Não tem nada haver Val. Por exemplo: Se eu não te conhecesse e você quisesse
me dar, eu comia.
- (Choro) Meu Deus, onde está o homem com quem me casei???!!!
- Tô falando sério. Comia fácil.
- (Choro sentido)
- Para de chorar Val, odeio quando você chora, fica parecendo que fiz algo errado.
- Você FEZ algo errado! Não trata sua esposa com respeito.
- Trato sim!
- Não trata não, e isso abre brecha para a concorrência viu? Não reclame se alguém der em
cima de mim na rua.
- Alguém dar em cima de você??? Huahuahuahuahuahuahuahua.
- (Choro descontrolado) Estúpido!
- Ai Val, não era isso que eu queria dizer. Saiu sem querer.
- (Choro e soluços).
- Para de chorar...
- (Choro e muitos soluços)
- Vou buscar um copo de água com açúcar pra você.
Enoque entra na cozinha e deixa Valdira na sala em prantos. Após alguns segundos volta para sala(sem o copo) e senta ao lado da esposa.
- Valdira, olha pra mim.
Valdira levanta o rosto e olha para Enoque. Seus olhos estão marejados de tanto chorar.
- Quero dizer que te amo, minha querida.
Val não acredita no que ouviu e para de chorar por um instante.
- Isso mesmo que você ouviu Val, eu amo você. Você é a mulher da minha vida.
Antes que Val pudesse dizer algo, Enoque sela sua boca com um longo e caloroso beijo.
Delicadamente solta o cabelo da amada, e tira cuidadosamente seu vestido. Sem reação Valdira só pode olhar aquela cena surreal e se entregar ao devaneio. Enoque beija cada centímetro do corpo de Val, e faz uma preliminar de 40 minutos. Depois faz amor com o entusiasmo de um casal adolescente. 2 horas depois, os dois estão dormindo abraçados no sofá. Com um sorriso de satisfação nos lábios, Valdira sonha com a melhor noite de amor da sua vida.
Corta para cozinha.
Boa parte das compras que Valdira fez ainda estão sobre a mesa, ela não teve tempo de guardar tudo, pois começou a discutir com Enoque um pouco depois de voltar do mercado.
Corta para geladeira.
Ali no canto, em cima da prateleira das verduras, ao lado do bife com batatas que sobrou do
almoço, está ela, uma caixa de 18 latas da Skol. Gelando silenciosamente.
Moral / Duvida da história:
*Enoque fez amor com Val porque viu a cerveja que ela comprou?
*Enoque fez amor porque se arrependeu de tratar tão mal a esposa?
*Enoque nem chegou a entrar na cozinha e só fez amor com a esposa para poder dormir sossegado.
Fica por conta de vocês, meus 4 leitores, a conclusão da historia.

Revisão Janaina Lima

6 comentários:

gilgomex disse...

é a cerveja... claro que é a cerveja...
e detalhe importante, ela tb demonstrou que o ama com esse gesto. heuehuehuheuhee
fim da piscada.

Mariano disse...

Ele ficou arrependido pois viu que a mulher colocou as cervejas para gelar antes de todo o resto comprado no mercado!

Uma visível atenção especial ao marido!

Ela definitivamente ama o marido e ele sem sombra de dúvida, ama cerveja gelada!

Então é a LETRA "A" minha resposta!

Mr. K disse...

Enoque foi pra cozinha arrependido, viu as cervejas na geladeira e pra compensar fez amor com Val pra poder ir dormir sossegado!

Janaina Lima disse...

(Infelizmente) eu acho que o "Enoque" fez porque queria ficar sossegado. Letra "C".
***Mas vale salientar que: 1-Ele sempre soube agradar a mulher.2-Não fazia porque não queria.3-Já não tinha mais a mesma paixão por ela.4-A maioria dos homens são assim.5-Ela é totalmente inocente e emotiva em excesso.*** Poderia citar vários motivos e levantar uma tese..mas vai ficar grande demais...rsrs Odiei esse cara!

Gerunda disse...

Cerveja, Cerveja, Cerveja... eu faria pela cerveja, mulher q me compra um caixa de 18 latas e coloca pra gelar, é pra casar.

Ana P. disse...

Na visão de mulher cervejeira que conhece os homens cervejeiros, certeza ele fez pela cerveja gelada. Porra, as compras todas largadas, e a única coisa que ela se preocupou foi a breja?

Agora... na visão de mulher cervejeira AND aprendiz de mestre cervejeiro... eu no lugar dele jogava lata por lata na cabeça dela, onde já se viu, ocupar MINHA GELADEIRA com SKOL???? NO MÍÍÍÍÍNIMO teria que ser Heineken! hahahahahahahahahahahahahahahaha!!!!!