sábado, 16 de maio de 2009

Um falador.


Se eu ficar velho
Eu não vou me entregar
Mas se eu fizer
Me lembre do que eu disse.

Me lembre
Que um dia eu fui livre
Que um dia eu fui legal
Que um dia eu fui "eu".

E se eu me sentar
E cruzar os braços
Me envolva
Com essas palavras.

Me tapeie
Se eu pegar uma cadeira
E começar a falar merda

O que quer que aconteca
Se ainda continuarmos falando
Atenda o telefone
E me lembra dessas palavras.


*Homenagem ao meu Avô, que vai passar um tempo aqui em casa, e ele nunca para de falar, falo sério.

4 comentários:

Will disse...

Não conheci nenhum dos meus. Mas conheci um, de uma namorada, que além de falar muito e não ouvir quase nada, andava com um megarádio no ombro o dia todo ligado no maior volume!

Thiago Apenas disse...

é tipo um reboot na memoria...

Uma louca ai disse...

Minha bisa que é assim...
Você naum pode passar na porta da casa dela se não você tem que ficar o dia todo la, porque a mulher fala de mais!!!

haha

Gerundino disse...

Quando se fica velho a unica coisa que funciona direito é a lingua, então da-lhe falar.