quarta-feira, 13 de maio de 2009

Vergonhas da minha vida #6

Para alegria dos que adoram assistir a desgraça alheia, deixo aqui mais um capitulo de: Vergonhas da minha vida.

Alguns acontecimentos são comuns para todo ser humano, sem exceções. Dentro desses acontecimentos temos a inigualável, dor de barriga.
Sei que não é o tema mais agradável de se falar, porém o título do post não é "vergonha" à toa. E como eu ainda sou ser humano, e não pretendo deixar de ser, não vou fugir a regra.

(Mini flashback mode:on)

Quando trabalhava da Chiboquinha fone tools, vez ou outra eu estava escalado no sábado para trabalhar. Como o local era meio longe, eu precisava pegar 2 ônibus para e 2 para voltar.
Cheguei as 8 da manhã e trabalhei normalmente até as 11horas.Um amigo meu deu a ideia de pedirmos comida por telefone, e como íamos largar as 13hs, acabamos pedindo pizza.

Explanações:

Não tem como fugir de uma dor de barriga, uma hora ou outra você vai passar por isso. Porém, podemos diminuir o "risco diarréia" tomando algumas precauções, tais como:

1º Não trocar um almoço por pizza(ou qualquer outra comida de fast food)

2º Evitar comer na rua.

3º Tentar comer na hora certa.

Segue a história.

Depois da pizza eu senti algumas sensações estranhas na barriga. Não dei muita importância, achei que era por ter comida rápido demais, de qualquer jeito eu já estava quase largando e quando chegasse em casa eu resolvia.
Finalmente chegou a hora de largar e depois de desligar tudo e fechar a sala senti aquela coisa estranha na barriga novamente. Por via das duvidas dei uma passada no banheiro antes de ir embora. O problema é que no caminho eu "flatulei"(peidei), e a sensação ruim na barriga desapareceu como mágica.

Explanações II:

Existe uma diferença grande entre o flato causado por gases e o "flato aviso" de dor de barriga.O flato comum é proveniente do acumulo de gases no aparelho gastrointestinal durante a digestão, normalmente o cheiro é suave e se dissipa rápido. Já o flato aviso vem da falta de espaço. Quando a bagacheira vem descendo pelo intestino, vai empurrando tudo que está pela frente, inclusive os gases, que são muito, muito fedidos e ficam impregnado no local no soltura. Fique atento.

Segue...

Depois do flato segui tranqüilo e calmo pra casa. Sem muita pressa fui para parada esperar o 1º busão. E como murphy não me esquece, peguei e ônibus e 5mim depois comecei a sentir os sinais claro de uma dor de barriga. Comecei a me arrepiar, suar frio e sentindo contrações de 3 em 3 mim. Acho que funciona como uma mulher grávida, conforme o intervalo entre as contrações vai diminuindo a hora da verdade vai chegando.
Quando eu lembrei que ainda teria que pegar o 2º ônibus senti vontade de chorar. Pra minha sorte era sábado e o transito estava ajudando. Finalmente cheguei ao ponto de parada e fui esperar o 2º ônibus. A dor parou e eu pensei que era um alarme falso, mas foi só pegar o ônibus para as contrações voltarem. O intervalo entre elas estava menor e a minha hora da verdade estava bem próxima te se tornar a hora da vergonha.
Finalmente cheguei ao ponto final e tive que andar uns 700 metros até em casa. Não dava pra correr, não dava pra andar rápido ou com passos largos. Era só andar e rezar para que minha força de vontade fosse mais forte que meu intestino. Cheguei em casa, subi um lance de escada, bati na porta(estava sem chave), entrei , corri para o banheiro(de mochila e tudo e perdi 2 kilos no vaso(não estou exagerando).Olhei ao redor e senti um misto de alegria e orgulho. Alegria de estar no meu banheiro e orgulho por ter sido um verdadeiro guerreiro na luta contra a dor de barriga.

Como o post ficou grande, vou deixa a outra história para o próximo post.


Sem revisão( português não é o meu forte)

7 comentários:

Mr. K disse...

ahuahauhauahauhahuahua.... eu lembro de tu contando essa história velho! Merda acontece!!

Gerundino disse...

contrações... ahauhauhahuuhahuauha

é.. cagar é uma merda.

Dalleck disse...

Hauahuah, merda acontece. Que bosta hein...

Mani disse...

Ah... valeu! Q nada, num vai ter não!

Will disse...

Cara, quem já não passou por uma dessas??? É foda...

ps.: nem foi de propósito, mas dá para seguir com as cores do Sport no Blog!

Perdido disse...

Sem graça, eu tenho uma historia sobre uma vez q a força de vontade perdeu... mas nao vou contar pra ninguem nao ¬¬'

Gilgomex™ disse...

me lembro de uma vez, eu não ter sido tão guerreiro assim... e ter que voltar pra casa (literalmente) com as calças na mão... mas acho que um dia crio coragem e coloco isso num post... huehuheuheuheuhee