segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Vergonhas da minha vida #9

Inspirado pelo Gerundino, vou adiantar esse post.Claro que depois de 20 dias de férias estou meio enferrujado.Bem, vamos a vergonha.

No colégio que fiz da 6ª a 8ª série, sempre ia e voltava de buzão pra casa, nada demais.O meu grande problema era o intervalo entre os ônibus que chegava ser de 40min. E como eu passava fome no colégio, torcia pra chegar logo em casa.
O colégio ficava numa transversal da avenida principal, onde passava meu ônibus.
Conheçam agora os personagens do fato:



Os ferrinhos from hell são aqueles usados nas calçadas para não deixar que ninguém estacione(e para ferrar as canelas alheias).
Um certo dia saí mais cedo da aula e estava morto de fome(Como sempre).Só queria chegar logo em casa e bater um belo prato.
Na saída do colégio vejo o MEU buzão passando pela avenida.Na mesma hora baixou o Usain Bolt em mim, corri que nem um louco pra não perder aquele ônibus.Quando dobrei a esquina o ônibus estava saindo da parada(que estava lotada).Corri mais ainda, desviando dos ferrinhos e olhando pra frente.Quando finalmente estou a poucos metros do ônibus, pulo da calçada pra pista, e piso num inocente saquinho de pipocas.Nesse momento saiu o Usain Bolt e entrou o Cesar Cielo. pense num mergulho...Pensou?Pronto, foi o que eu fiz.Só consegui livrar a cara e ralei cotovelo,braço, joelho e ainda rasguei a calça.Meus cadernos foram parar quase embaixo do ônibus depois do meu mergulho.
Olha a cena:



Quando finalmente me levantei, percebi que eu era um misto de areia e sangue.Eu virei atração na rua, tinha até carro parando pra ver.Depois que peguei os cadernos e me despedi dos meus pedaços que ficaram ralados na pista, até que enfim subi no ônibus ( Sim, ele esperou).Todos os passageiros me olharam desde quando eu subi até o momento que desci no meu ponto.Eu não consegui dizer nem um ai de tanta vergonha.
Lembro que mesmo algum tempo depois do incidente as pessoas no ônibus lembravam do ocorrido e eu sempre ouvia uns risinhos no caminho de casa.Nunca mais corro atrás de ônibus!

PS - (Pobre de maré-maré mode:on) Como eu não tinha outra calça, fiquei o restante do semestre indo pro colégio com a calça rasgada no joelho.Acho que lancei uma moda. (Pobre de maré-maré mode:off)

Update sem noção!

Clique para ampliar!

3 comentários:

Tati disse...

Eu já cai, correndo atrás de ônibus tbém. Cena: Eu de saia, em frente um bar e dentro do bueiro. Nunnnnncaaaaaa mais corri, perco o ônibus... mas não perco a postura..kkkkk.

Gerundino disse...

kkkkkkkkk

vamos aos pequenos detalhes.. huauhauha

Paint.. ou tu é bom ou não é, adorei o detalhe do sangue.. ficou bem.. hããã.. vivo.

segundo detalhe.. o filho da puta do motora esperou, se ele tivesse ido embora tu não ia ter virado lenda urbana do onibus.

Dri Viaro disse...

eu jamais teria entrado neste onibus rsrsrs
bjs