terça-feira, 14 de julho de 2009

Texto sem noção #11

Numa conversa reservada na mesa de um bar.

- Oi, tudo bem?
- Opa, tudo.
- Eu vi você sentado aqui, já faz um bom tempo.
- É, eu estava pensando na vida.
- Posso sentar aqui com você?
- Claro, não é sempre que se tem a companhia de uma bela dama.
- Bondade sua.
- Estou falando sério, você é linda.
- Muito obrigado.
- Por nada.
- Me fala um pouco de você.
- Melhor não, me vida não é muito bonita de se conhecer.
- Fala, eu gosto de ouvir as pessoas.
- Nossa, você realmente me apareceu na hora certa.
- (Risos)
- Bem, já que você quer ouvir...
- Pode se abrir, sem medo.
- Meu dia começou da pior forma possível, achei meu cachorro morto na frente de casa.
- Ai, que triste.
- Pois é, e é só o começo.
- Continua.
- Chorei muito, e ainda tive que e enterra-lo no quintal.
- ...
- Saí para trabalhar e encontrei um amigo meu numa padaria perto de casa.
- Ele me disse que sempre que eu saio de casa minha mulher abre a porta para outro homem.
- Não diga?
- Digo sim.Voltei para tirar a historia a limpo e encontrei ela na cama com o cara.
- E aí?
- Bem, o cara puxou um 38 e deu dois tiros pra cima.Eu corri feito louco e fui direto para o trabalho.
- Pro trabalho?Como você ia ter cabeça para trabalhar?
- Tinha que ter, sou muito responsável com meu serviço.
- ok, continua.
- Cheguei atraso devido a confusão e fui explicar o fato ao meu chefe.
- E?
- E ele não acreditou.Fiquei puto que acabei mandando ele tomar no cu.
- Caramba!
- É, isso me custou uma demissão por justa causa.
- JC?
- Isso mesmo, não recebi nada e ainda fui jogado na calçada pela segurança da empresa.
- Que dó...
- Não podia voltar pra casa, não tinha mais emprego, acabei entrando nesse bar.
- (Lágrimas nos olhos)
- Vim afogar minhas mágoas com os 10 reais que tenho na carteira.
- (Chorando) Nossa, que história triste...como você sofreu.
- É, a vida não sorriu pra mim hoje.
- Não se preocupe, se depender de mim seu dia vai terminar bem.
Dizendo isso já foi pagando a conta e levando o sujeito pelo braço, entrou carro e o levou para seu apartamento.Fizeram amor à madrugada toda.No dia seguinte retomam a conversa.
- Quem diria que minha noite fosse terminar assim.
- Pois é, depois de tudo pelo que você passou, era o mínimo que eu pedia fazer.
- Me diz uma coisa.Você gostou mesmo da história?
- Gostar eu não gostei, é muito triste.Mais prende a atenção da gente.
- Que bom, estou pensando em coloca-lá no meu blog.
- Você tem um blog?
- tenho sim nuncaouvinemfalar.blogspot.com
- Então essa historia é mentira?
- Mentira não, ficção.
- ...
- Muita gente leva a historia ao pé da letra, daí acaba confundindo as coisa.Ficção com realidade, esses lances.
- Tipo eu?
- É, você pensou que era eu mesmo na historia e se comoveu com minha situação fictícia.
- Seu, seu...
- Mas até que foi bom.Assim fica um final mais legal para o post.
- SEU FDP!
- Opa, calma aí.Foi só uma historinha.
- Vem cá que vou te mostrar a historinha!
- Tô fora, fui!
- Que mulher mais doida.Não sabe a diferença entre uma ficção e uma história real.Eu hein!


Se der tempo, leiam também:
http://vidademerda.com.br
http://www.mundogump.com.br
http://naonadanao.blogspot.com
http://www.champ-vinyl.blogspot.com
http://thegilgomex.blogspot.com

Não tem revisão!Gosto mais de matemática de que português.

5 comentários:

Ana P. disse...

Er... ficção ou realidade???

HUAHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAU!!!!

E quanto cada link pagou pela propaganda?

Gabi Magnani disse...

Nossa Thiago! Adorei. A história se desenvolveu muito bem, parabéns. E o final foi totalmente inesperado, hehe. Achei que ele ia ficar com a mulher e eles viveriam felizes para sempre. Sou uma boba, né? Mas sério, muito criativo. Bjs

Gabi Magnani disse...

Esqueci de comentar: você tem muita habilidade com diálogos. E isso é uma coisa que eu não sei fazer. Nos meus textos, os leitores reclamam do diálogo mal-feito e isso que estraga meus posts. Parei de fazê-los a algum tempo. Você me deu inspiração pra tentar de novo, heim. Obrigada.

Gabi Magnani disse...

Você é um fofo, viu? Obrigada pelo comentário. E, claro que você tem muita imaginação, mas textos/diálogos como os seus, requerem habilidade também, né querido? Bjs

Gabi Magnani disse...

Thiago, tem um memê pra vc no meu blog.